X

Abdominosplastia

O que fazer com aquele excesso de pele e gordura que insiste em nos impedir de ficar com a barriga lisinha e desenhada mesmo quanto temos hábitos de vida saudáveis? Algumas pessoas não conseguem a barriga sequinha e tonificada mesmo frequentando a academia. Isto pode acontecer em razão de pós-gravidez, envelhecimento, oscilação grande de peso ou mesmo por questões hereditárias.

A abdominoplastia também conhecida como Dermolipectomia abdominal é um procedimento cirúrgico para retirada de gordura e pele na região do abdômen, corrigir a flacidez e restaurar os músculos enfraquecidos. Importante salientar que a cirurgia de abdominoplastia não é indicada para emagrecimento, caso o paciente tenha sobrepeso pode ser feita uma lipoaspiração em associação à abdominoplastia. Diante das variações técnicas que existem para a Abdominoplastia, é importante uma boa avaliação com o cirurgião plástico para definir a técnica mais adequada para cada caso. Dúvida recorrente é como ficará o umbigo após a abdominoplastia. O umbigo não é removido é apenas remodelado para fins estéticos.

Para as pacientes que fuma é muito importante suspender o cigarro por pelo menos 3 semanas antes da cirurgia. O fumo prejudica a circulação cutânea e dificulta a cicatrização, levando até mesmo à necrose da pele, além de aumentar os riscos de complicações anestésico-cirúrgicas, como por exemplo a ocorrência de fenômenos tromboembólicos.

Os cuidados no pós operatório incluem uso de dreno, que é essencial devido ao fato de reduzir a incidência de seromas, o acúmulo de líquido dentro da barriga durante a recuperação cirúrgica, repouso e uso de cinta compressora. O período de uso da cinta pode variar entre 1 mês, 3 meses ou 6 meses dependendo da cicatrização, flacidez da pele de cada paciente e da acomodação da pele ao novo contorno corporal e recomendação médica. Recomenda-se também que o paciente mantenha-se em posição curvada durante os primeiros 15 dias para não tencionar o local da cirurgia. É comum sentir certo desconforto na região abdominal no início, mas que são amenizados com uso de analgésicos receitados pelo médico. Fiquei tranquila, pois as dores vão diminuindo até sumirem por definitivo em pouco tempo. Para reduzir o inchaço e otimizar a cicatrização indicadas sessões de drenagem linfática. A acomodação dos tecidos e o amadurecimento da cicatriz ocorrerá após 6 meses da realização do procedimento.