X

Prótese de Panturrilha

Prótese de Panturrilha

O implante de próteses nas panturrilhas ganha cada vez mais adeptos interessados em deixar as pernas torneadas. A colocação de prótese na região da panturrilha é indicada para pessoas com pouca projeção na “batata da perna”. Esta falta de volume pode ser ocasionada por diversas razões, dentre elas: panturrilhas assimétricas, uma área menos desenvolvida que a outra por razão de um problema de saúde ou perda de volume causada pelo envelhecimento. A implantação de prótese irá aumentar a panturrilha para trás e para o meio, tornando o contorno das pernas mais harmônico e também diminuindo o espaço entre as duas pernas. A cicatriz normalmente fica imperceptível, localizada na dobra posterior do joelho, mais especificamente na prega da pele que fica atrás do joelho. As próteses são flexíveis e firmes, trazem a sensação e aparência de panturrilha esculpidas por meio de exercícios localizados. O tipo de anestesia usada é a peridural. A cirurgia de implantação de prótese na panturrilha poderá ser associada a lipoaspiração, próteses de mama e outras modalidades de cirurgias estéticas, converse com o médico.

É importante ressaltar que o grau de flacidez da pele é um fator importante a ser levado em consideração pelo cirurgião plástico. Caso o paciente tenha sofrido um grande emagrecimento ou sua pele já tenha passado por processo de envelhecimento, provavelmente há uma sobra de tecido na região das pernas. Por este motivo, a simples inclusão da prótese pode significar uma aparência mais envelhecida ainda. Nos casos de flacidez, portanto, o médico opta por realizar, associada à inclusão da prótese, uma dermolipectomia, que é a retirada de pele em excesso de um determinado local.É fundamental que o cirurgião seja experiente para colocar o implante no lugar correto e eliminar os riscos de deslocamento. É um procedimento mais delicado que o feito nas mamas, no entanto, é preciso apenas um dia de internação e o paciente pode caminhar no mesmo dia.

Pós operatório

Logo nas primeiras 48 horas após a cirurgia, o paciente poderá sentir um pouco de dor, mas que são facilmente controladas com uso de analgésicos e anti-inflamatórios receitados pelo médico. É comum, no pós cirúrgico, o uso de cinta compressora para diminuir os edemas e evitar um possível acúmulo de líquidos na região operada. O paciente deverá evitar subir escadas neste período. Durante o primeiro mês depois da cirurgia fica proibida a depilação com cera, indica-se a depilação com lâminas.

Retorno às atividades

O retorno ao trabalho se dará de 7 a 10 dias após a realização da cirurgia. Importante lembrar que o paciente não poderá caminhar muito, nem dirigir por longos períodos neste retorno. As atividades de impacto poderão ser retomadas após 1 mês e meio. O resultado estético final poderá ser observado depois de 2 meses, já a cicatrização total e o amadurecimento da cicatriz como em qualquer outra cirurgia estética acontece depois de 6 meses.