X

Mamoplastia Redutora

Como o próprio nome indica, a mamoplastia redutora, é uma das modalidades de cirurgia plástica usada para remover o excesso de gordura, tecido glandular e pele, afim de atingir uma estética mais harmônica dos seios em relação ao resto do corpo. Este tipo de intervenção também melhora a consistência e a forma das mamas, além de diminuir o tamanho das aréolas e melhora a simetria das mamas. Procurada não somente para fins estéticos, a mamoplastia redutora atua na prevenção ou tratamento de problemas causados pelo peso de mamas muito grandes. Seios grandes podem trazer além de desconforto físico, em alguns casos, problemas emocionais. A anestesia usada comumente é a anestesia geral.

Indicação da Mamoplastia:

  • Dor lombar ou cervical é uma das principais indicações para a redução das mamas. A dor é causada pela sobrecarga causado pelo peso das mamas hipertróficas. O desconforto pelo uso de sutiã e a dermatite (irritação da pele) no sulco mamário também são comuns nessas pacientes,
  • Restrições de atividades sociais por impossibilidade de exercer atividade física ou mesmo por constrangimento,
  • Razões estéticas como mamas caídas e aréolas muito aumentadas de tamanho.

As cicatrizes podem variar levando em conta o formato e o tamanho das mamas, ou seja, o tamanho da cicatriz é proporcional a quantidade de tecido que irá ser retirado e a técnica utilizada. Com o decorrer do tempo, as cicatrizes vão ficando disfarçadas. Existem muitas variações do procedimento, contudo os padrões mais usados são:

. Periareolar (incisão ao redor da aréola)

. Vertical (incisão ao redor da aréola e vertical da aréola ao sulco mamário)

. T invertido (acrescenta o componente horizontal no sulco mamário ao padrão vertical) 

Pós-cirúrgico

As indicações para o pós cirúrgico incluem cuidados com os curativos, uso de dreno e administração de remédios via oral para evitar infecções e diminuir as dores que podem ocorrer neste momento.  Evite a automedicação. Recomenda-se também o uso de um sutiã cirúrgico por 45 dias ou de acordo com recomendação médica. Durante as duas primeiras semanas a paciente deve manter repouso absoluto. Após a retirada dos pontos (em torno de 15 dias após a cirurgia) poderá movimentar um pouco os braços, porém sem fazer movimentos bruscos. Após 30 dias os braços poderão ser movimentados desde que haja um cuidado especial com a área da cicatriz. Deve-se sempre optar uma alimentação saudável, leve, incluindo frutas, legumes, fibras, água, chás, sopas, alimentos integrais. Evitar todo e qualquer alimento rico em gordura, sódio e industrializado.

Retorno às atividades normais

As atividades físicas podem ser retomadas após 60 a 90 dias de acordo com cada caso. Importante lembrar que neste período, início da volta às atividades físicas, deve-se evitar exercícios para os músculos peitorais. Em poucos dias a paciente poderá retornar a dirigir e exercer as suas atividades cotidianas.